Encontra-se aqui :Página de abertura do sítio > Actualités > A mobilização massiva das regiões europeias vitícolas contribui para a mudança (...)
A mobilização massiva das regiões europeias vitícolas contribui para a mudança de direção da Comissão
Traductions disponibles : [ fr ] [ hu ] [ el ] [ de ] [ bg ] [ en ] [ es ] [ it ] [ ro ] [ sl ] [ cs ]


A AREV congratula-se com a reviravolta do Diretor Geral

O Presidente da Assembleia das Regiões Europeias Vitícolas (AREV), Jean-Paul Bachy, saúda a reviravolta do Diretor Geral da Agricultura, José Manuel Silva Rodriguez, e toma nota do que disse na entrevista que deu à Agra-Europe excluindo a liberalização total dos direitos de plantação para qualquer categoria de vinho. Para a AREV, trata-se do fruto da mobilização massiva dos eleitos e profissionais reunidos no dia 7 de novembro em Bruxelas para dizer « não ao desmantelamento da viticultura europeia ».

Partidário radical da liberalização total apesar do desastroso contra-exemplo do sistema australiano (estigmatizado no estudo do Pr.nEtienne Montaigne), a DG Agri acabou por ouvir a voz da razão. No passado dia 21 de setembro, não quis deixar exprimir a AREV aquando da reunião do Grupo de Alto Nível (GAN) de Palermo e já tinha feito a proposta irrealista de limitar a supressão dos direitos de plantação aos vinhos sem IG (como se uma viticultura a duas velocidades fosse viável numa produção sem divisão).

Devido à falta de inspiração repentina, a DG Agri seguiu por fim a posição do Comissário Ciolos, que anunciou, no seu discurso do dia 2 de outubro em Budapeste, o fim do liberalismo aplicado à viticultura declarando “O vinho com ou sem IG precisa de regulação. A liberalização não é uma opção.” Ele integrou manifestamente que a desregularização radical de um setor não podia ser feita em detrimento das outras políticas, regionais e de coesão, da mesma Comissão, e compreendeu que era necessário privilegiar uma abordagem “territorial” levando em consideração todo o tecido sócio-económico induzido pelo setor vitícola.

Contudo, a AREV permanece vigilante e aguarda para ver essa retirada do alto funcionário na linha do seu Comissário no relatório que apresentará em nome do Grupo de Alto Nível no próximo dia 14 de dezembro.

Parabéns e obrigado, senhor José Manuel Silva Rodriguez, por ter finalmente ouvido a voz das regiões vitícolas!

Châlons-en-Champagne, dia 19 de novembro de 2012,

Contato imprensa: valérie bridard assesora de imprensa AREV 06 84 80 11 48 ou 03 26 70 74 36.